Sentido proibido no Bairro do Alboi, Aveiro

O Bairro do Alboi em Aveiro é um dos principais corredores pendulares de Aveiro. Uma parte expressiva da população que se desloque para a Universidade do bairro da Vera Cruz ou Estação, pelo menos, muito possivelmente vai passar pelo Bairro do Alboi.

Mais engraçado é o próprio Google Maps o sugerir.

A alternativa seria penosa para quem se desloca a pé ou de bicicleta, e implicava subir a Rua Direita ou a Rua de Batalhão de Caçadores (aka rua do Fórum à Sé), e descer pela Avenida de Santa Joana. Isso pura e simplesmente não acontece.

Alboi

Este pequeno troço acima em pleno Bairro do Alboi foi refeito, e bem na minha opinião, há pouco tempo. Cerca de um ano, creio. O problema é que esta via é de sentido único para trânsito automóvel, o que faz com que quem utilize este pequeno troço de bicicleta, faça uns minutos em contra-mão.

Ora, não há ninguém que se coíba de ali passar por causa da contra-ordenação. Eu faço-o diariamente, mais que uma vez, e dezenas de ciclistas também o fazem. Estamos perante um exemplo clássico de um projecto mal desenhado. Segundo alguns entendidos, se o peão ou ciclista viola a norma, é porque esta está mal feita (tradução ranhosa).

Conclusão: não se trata aqui de alterar um espaço profundamente para que um corredor pendular pedestre e ciclista seja criado. Ele já existe e é muito pertinente porque o trânsito automóvel ali é reduzido e controlado. Trata-se isso sim de facilitar a permitir o tráfego que é natural naquele espaço.

Ou então estamos perante uma situação absurda onde crianças com menos de cinco anos são promovidas a criminosas, tipo diariamente.

Tipo.

Advertisements

One thought on “Sentido proibido no Bairro do Alboi, Aveiro

  1. Falta de sensibilidade de quem faz o planeamento destas infraestruturas. Não conhece a “vida” da cidade e o autocad não faz esse trabalho por ele. Tudo isto é inconsequente, desde que não se cruze com os “zelosos” agentes de autoridade com a mesma sensibilidade dos projetistas. Vou dar o exemplo da N109 em Cacia, onde os moradores da vila, e os trabalhadores da Vulcano e da Renault circulam diariamente de bicicleta na berma da N109 que tem mais de 3m de largura, para evitar circular no meio do transito caótico que diariamente foge aos pórticos da A17. Frequentemente temos os agentes da GNR a prometer multas aos ciclistas, que apenas olham à sua própria segurança e não criam qualquer risco para terceiros. É um dos poucos exemplos em que uma ciclovia seria bem vinda, mas não há ninguém com iniciativa para isso. Até já há relatos de multas a ciclistas por falarem ao telemóvel. Prioridades trocadas.

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s