Volta à França 2014 #3

Não consigo deixar de ficar triste com a incapacidade do Rui em acompanhar os melhores trepadores. Fico cada vez mais convicto de que algo não está bem com ele, quando atletas que normalmente ficavam atrás dele, como é o caso de Mollema, se encontram no top 10 e ele não consegue.

 

 

Espero sinceramente que a terceira semana do tour, depois da etapa (quase) em linha de amanhã e do descanso de segunda, revele um Rui Costa com argumentos mais fortes que os desta semana.

É que não é por nada. É só porque sei que ele é mesmo melhor que isto.

Anúncios

2 thoughts on “Volta à França 2014 #3

  1. Com os pulmões forrados a ranho e a pus a coisa não era fácil. É que, barrados desta maneira, as trocas de O2 e CO2 nos pulmões tornam-se pouco eficientes e para os músculos isto é uma grande chatice. Mesmo assim, o Rui lá ia subindo atrás dos craques de circunstância. Incrível.

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s