Twin peaks a pedal

É um prazer absoluto pedalar. Nunca o fiz por compromisso, a não ser o da sanidade. Porque fazer o que faço, no montante adequado, exige que horas da minha semana, sejam passadas numa catarse. E a minha catarse é pedalar. Sem compromissos.

Nos últimos anos tenho aprendido a pedalar novamente. Não é preciso grande instrução para o fazer, mas quando o fazes consistentemente, naturalmente ganhas trejeitos, hábitos e confortos. Acontece que estou a finalizar o meu mestrado, e por esta altura, no meio de todas as outras coisas em que participo, me vejo incapaz de me comprometer com alguém.

Então é por isso que tenho aprendido a pedalar numa bicicleta de estrada, sozinho. Tenho somado alguns quilómetros, não tantas horas como gostava, quase sempre por baixas altitudes.

E não é preciso grande instrução para o fazer, mas quando o fazemos, pedalar é toda uma nova dimensão.

tumblr_mked6wffAO1qisxvio2_500

Anúncios

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s