I MARATONA BTT ADREP VILA DA PALHAÇA 1

Créditos: Pablo Ferreira
Créditos: Pablo Ferreira

Participar na organização de uma maratona é um esforço absurdo. Se o compromisso for o de estar próximo de todos os contornos que envolvem a sua preparação, o mais certo é chegar o momento em que já só queremos ver o dia seguinte ao evento.

O nível organizativo em Portugal, o único que conheço, é bastante elevado. E quanto maior o compromisso da organização, mais exigente se tornam os atletas. Neste momento, acontecem em Portugal eventos que partem de duas situações diferentes: eventos organizados por associações, sem fins lucrativos, que baseiam a sua produção no voluntariado, e os eventos organizados por empresas dedicadas, que, como é óbvio, se baseiam em profissionais que se fazem pagar.

Os dois tipos de eventos são válidos. Os resultados esperados pelos atletas é que não podem de alguma forma ser comparáveis. Se por um lado, o preço de um evento organizado por uma associação é tendencialmente mais contido, por outro, ao se pagar o serviço de uma empresa especializada, pode-se esperar um produto, ou neste caso um serviço, mais elaborado, complexo e eficiente.

O que acontece, e aqui falo do meu caso, é que a associação organizadora faz questão de prestar um serviço de qualidade reconhecível, sem compromissos. Esta situação é óptima para os atletas que recebem um serviço de excelente qualidade, por um preço que não paga de todo o custo de o produzir.

E o que me leva a escrever esta mesma publicação? É simples. A quantidade incrível de burgessos e burgessas que despendem horas das suas vidas a praticar o bota-abaixismo puro, e a simples irritação das pessoas que fazem parte da organização, que por sua vez, despendem horas intermináveis durante o ano, e dinheiro que não está propriamente em excesso nas suas carteira, sem que o objectivo seja por um segundo, a construção positiva de um melhor evento.

Deve ser cuidado que com este lamento, não quis dizer organização ignorou as críticas construtivas. Bem pelo contrário. A organização foi promovendo e recebendo durante as semanas prévias, críticas e sugestões sobre vários detalhes, que oportunamente considerou e aceitou.

Este tipo de reacções são expectáveis. Mas nem por isso são menos fáceis de encarar. Seria bem mais fácil ignorar este tipo de situações, e os meus próprios colegas agradeceriam que não me manifestasse. Mas este tipo de situações deve ser contestado pelos participantes, e os emissores deste tipo de comentários, tem de começar a perceber que são perfeitos anormais.

 

Muito amor, do sempre vosso.

 

PS: perdoem-me duas coisas: o tom da publicação, e a estrutura gramatical do texto que está medíocre. É que a hora vai lançada, e o paciência está mirrada.

Anúncios

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s