Subida ao Caramulinho

A última vez que aqui falei do Caramulo, foi quando o abordei por Este, a partir de Campo de Besteiros. O fim de semana passado, tive oportunidade subir ao Caramulinho, o ponto mais alto daquela serra, desta vez por Oeste. O meu caminho natural.

Normalmente subo pela Nacional que dava acesso a partir da minha zona. Esta estrada começa em Águeda, decorre 5 km até Bolfiar, até que encontramos uma placa que indica 30 km até ao objectivo. A partir daí sabemos que subimos 4 km inclinados até Igreja, descemos 3 km até à ponte, e a partir começa o festival. São mais de 20 km de subida quase ininterrupta, progressiva, e de piso em bom estado, que permitem gozar o verdadeiro prazer de percorrer metros serra acima.

Desta vez, optei por virar à direita nesse mesma ponte. A subida feita pelo interior da serra, é mais directa, mas muito mais agressiva. São cerca de 19 km até ao Caramulinho, com 1000 metros de acumulado positivo.

Algumas das rampas são extremamente penosas de fazer em bicicleta de estrada, e os últimos quilómetros dão mesmo muita luta. A opção por esta estrada deve ser bem considerada, e feita apenas em companhia e em boa forma.

Dados no repositório habitual.

mapa subida perfil

Anúncios

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s