Transmissão 1×9

ou a minha relação à medida.

Escrevi por aqui há alguns meses, que é construtivo e sempre oportuno pensar a transmissão que utilizamos na nossa bicicleta. À partida vamos fazer muitos quilómetros com ela, e temos por tendência não por de parte potenciais ganhos de eficiência, pelo que vale sempre a pena pensar uma coisa que vem por norma definido de fábrica, por um sujeito que não percorre os meus trilhos.

A transmissão que mantenho atualmente foi pensada no início do ano quando me preparava para uma prova de 24h. O facto da prova se desenrolar em circuito fechado com pequena amplitude de velocidades, e conferir mais alguma fiabilidade ao conjunto com algum ganho de peso, fez com que experimentasse. Para isto contei com um cassete 11-34, uma corrente e um prato 32 (de série), tudo em fim de vida, com o objetivo de usar assim até ao momento de enviar para o lixo.

Aquilo que mais gosto de fazer com a bicicleta, são passeios tendencialmente grandes, dia inteiro, com um ritmo bastante controlado à minha vontade. Raramente entro em ritmos de pedalada que não são os meus, o que não faz com que seja mais ou menos rápido a pedalar.

A subir, a grande maioria das subidas na minha zona, não encontro grandes problemas de contornar a pendente com esta relação, sem forçar muito as pernas. O facto de usar suspensão total, com pneus largos, faz com que diminua em muito as perdas de cadência e tração o que conta bastante. Quando as subidas já são mais inclinadas, pago com a força das pernas não ter uma relação mais baixa, e muito poucas até agora foram as subidas que não consegui fazer assim. Gosto muito de subir esse tipo de picadas técnicas, e esta configuração faz com que o desafie apimente um pouco mais.
Contudo, não sou o maior da minha aldeia, e sim, esta configuração pode trazer um desgasto mais prematuro em passeios com mais quilómetros em percursos mais exigentes.

Nunca fui um grande rolador, e raramente me apercebo de rolar a velocidades superiores a 34 km/h. Velocidade que de resto não fica limitada por esta relação. Ontem por exemplo, dei por mim a rolar com o meu grupo a cerca de 37km/h com uma pendente ligeiramente negativa, e apesar de não encabeçar o grupo, não fiquei para trás por causa disso. A velocidade era limite, e estava a obrigar-me a treinar uma cadência pouco normal, o que até é bom, mas esses são momentos de todo raros.

A descer, que é coisa que muito aprecio, nunca senti falta de mais velocidades. Tal como na condução de um carro, há alguns comportamentos de antecedência que aprendemos nesta configuração, e quando encontro uma descida, basicamente apanho o balanço possível para abordar a descida com a velocidade possível. O resto é controlar, e tocar nos travões o mínimo de vezes possível, sem perder embalo nas curvas. O problema das descidas em estradão não me assiste, porque também não sou fã delas, e muito simplesmente limito-me a descer à velocidade que a gravidade me permite.

Esta pode ser um relação com limitações, mas acontece que esta bicicleta foi montada para eu a usar, o que faz com que eu não tenho de estar preocupado com uma relação que potencie o andamento dos outros. Por outro lado, é mais uma experiência ciclística que nos permite assimilar mais alguma técnica, por necessidade, sem grandes espaço para vícios.

Ainda assim, estou a pensar montar dois pratos. Pretendo participar numa prova com acumulado obsceno, e tendo em conta a mediocridade da minha capacidade, talvez seja sensato.

Créditos: Ciclista Incrível

Este publicação é integralmente surripiada da análise que tenho vindo a registar no forumbtt.

Anúncios

2 thoughts on “Transmissão 1×9

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s