Sem compromissos

Há algumas publicações falava da minha preparação para uma prova em que irei participar este fim de semana. Por esses dias, cheguei a elaborar listas exaustivas de tudo o que deveria ou não levar no dia da prova, e deveria salvaguardar em caso de necessidade. Com a ânsia e a expectativa dei por mim a perder largos minutos acumulados de sono.

Em jeito de catarse nos últimos dias cortei com tudo isso, e limitei-me a contar com o absolutamente necessário para o propósito daquele dia. As minhas aspirações para esta prova,  foram desde o início o compromisso com o divertimento, e a satisfação da curiosidade em participar num evento com estas características, mas a verdade é que algures a meio do caminho, a pessoa menos dotada e capacitada a todos os níveis para a competição, eu, me vi envolvido num frenesim obsessivo que rompe com toda a descontracção que encontrei no btt.

A bicicleta que usarei, será a que usei sempre, a alimentação será a que me der mais prazer de comer, e sim, vou fazer uma mega piza para a consumir no dia da prova, e a minha companhia será a pessoa menos dotada do mundo para assistência técnica: a minha namorada.

No dia da prova conto fazer uma coisa que normalmente não faço, que é pedalar enquanto ouço música, e conto fazê-lo nas horas que prevejo serem de mais difícil realização: na madrugada de Domingo. Há uns tempos lia um texto de um dos meus bloggers preferidos sobre cinema, que comentava o record actual de visualização sucessivo de filmes. Não sei precisar a quantidade, mas todos se pautavam por um critério simples: acção e movimento. Aqui a música não será necessariamente escolhida de outra forma, mas será só sim ouvida se na altura fizer sentido. Se porventura encontrar pelo caminho alguém com quem falar, como espero que sim, irei fazê-lo convictamente. Ainda assim, depois deixo aqui a playlist escolhida. Sou um pirata desgraçado.

Em jeito de sugestão deixo uma sugestão. Nota para a Rebecca Hall, a Vicky, do docinho de Woody Allen que é Vicky Cristina Barcelona.

Anúncios

One thought on “Sem compromissos

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s