Considerações incríveis II

Parece que isto de ter vida rouba tempo ao blog, e o ritmo de publicações bem que se ressentiu. O Ciclista Incrível tem pedalado vigorosamente, mais em quantidade que propriamente em intensidade, e a aproximação do grande fim de semana de toda a insanidade deste mundo aproxima-se rapidamente desta cortina espacio-temporal em que nos encontramos. Ainda não consegui desenvolver nenhuma habilidade nesse sentido, mas tenho-me esforçado, convictamente.

Estava a tentar não complicar muito a minha participação no evento desse fim de semana, mas 24 horas são o dobro de 12 horas, e convenhamos, é muito tempo em que muita coisa pode acontecer pelo meio. Como eu sou uma fonte de inspiração da mais famosa lei de newton, tenho tentado precaver alguns dos eventuais problemas possíveis, com especial relevância a bicicleta, o equipamento e a alimentação.

Brutal este meu poder de síntese numa só imagem

Vou optar por simplificar ao máximo a minha bicicleta retirando-lhe tudo quanto é acessório supérfluo e deixá-la o mais ligeira possível, sem comprometer a fiabilidade. Estou indeciso entre o conjunto de pneus que a levar. As últimas semanas têm sido abençoadas para pedalar, mas desde há uns dias que venho a dizer que no dia da prova vai ser o primeiro dia de chuva, e a carga vai ser bíblica. Pois bem, há pouco fiz uma visita a um desses oráculos meteorológicos, e parece que acertei em cheio. Já li algures que a zona, com a presença da chuva torna o terreno bastante pesado e barrento, pelo que vou optar quase de certeza por um conjunto de pneus estreitos e cardado espaçado (nobby nic 1.8), mas vou adiar a decisão para uns dias antes da prova. Sou um defensor acérrimo de pneus volumosos mas reconheço a vantagem de um pneu estreito numa situação de pista com lama e barro.

Vou deixar registadas mais algumas apreciações técnicas da minha ridícula preparação para esta prova.

Deixo por último, uma espécie de compensação com um pequeno vídeo registado na nossa Capital, desta feita com bicicletas BMX. Uma vez andei numa, e a única coisa fixe que consegui fazer com ela foi andar para a frente e curvar.

Anúncios

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s