Visita a um monstro travesti com pinta

Créditos: Marco Toniolo

Não há pessoa neste planeta que não esteja a par das movimentações industriais, das últimas duas décadas sobretudo. E qualquer ciclista, sabe que não há pentelho da sua incrível bicicleta que não tenha sido construído no território onde acorda o sol.
As razões das empresas para o fazer são cerca de 370, mas como em tudo há sempre um par de razões obscuras e manipuladas que justificam determinadas decisões, que neste caso, tem impacto monstros no mundo real: o nosso. Um exercício simples: imaginem que apenas 25% da produção de componentes consumidos na Europa, era produzido na Europa. Todas a razões economicistas que justificam esta realidade são em parte subvertidas, e permitem a algumas empresas do ramo registar lucros monstros, como é o caso da Santa Cruz, que quando transferiu toda a sua produção para o Oriente há poucos anos, não alterou a tabela de preços.

Créditos: Marco Toniolo

O Marco Toniolo é um dos fotógrafos mais conhecidos do mundo ciclístico, e colabora para várias revistas, sítes e empresas ligadas à promoção deste desporto. Realiza também alguns dos melhores filmes virais que correm nas nossas páginas do facebook e que nos ajudam a dosear o tempo que ainda falta para a semana acabar e pegar na bike.
Recentemente, fez uma incursão a algumas das empresas mais populares do nosso meio, e captou alguns dos processos industriais mais avançados do momento, enquanto deu especial detalhe ao meio em que tudo era fabricado. Não me parece de todo, que a totalidade das fábricas de componentes tenham o mesmo aspecto limpo que tem o Palácio de Belém, mas é bem evidente o esforço destas em passar essa mesma imagem.

Créditos: Marco Toniolo

A DTSwiss criou a primeira empresa na Ilha Formosa em 2004 e demorou dois anos a transferir grande parte da sua produção para este país. A preocupação em exportar toda a tecnologia de que dispunha para as suas fábricas foi grande, e toda a maquinaria que ali utiliza é criada num país muito asiático que é a Alemanha. Um facto que de resto corrobora uma das 370 razões para ali se encontrar a produção mundial. A tecnologia é perfeitamente conhecida nos países ocidentais, e não é preciso ir muito longe daqui para encontrar fábricas que a utilizem com bastante sucesso.

Créditos: Marco Toniolo

O trabalhador médio ganha cerca de 600 euros por mês, e o seu processo de recrutamento é bastante meticuloso, passando mesmo pela sua formação com formadores da empresa mãe.
A DT Swiss afirma que as principais razões da sua mudança foi a necessidade de se encontrar mais próximo das principais construtoras e vendedoras de bicicletas mundiais, no sentido de conseguir anular eventuais custos de transporte ou de desvantagem competitiva com outras empresas. São argumentos absolutamente compreensíveis se tivermos em conta a necessidade de qualquer empresa sobreviver. No entanto, não é menos verdade que existem empresas concorrentes que produzem os seus produtos neste continente e mantém os mesmos padrões de qualidade, preço e inovação. Nas minhas próximas compras acho que vou ter isto em consideração.

Créditos: Marco Toniolo

O discurso à nação do Presidente Obama há cerca de duas semanas deixou bem claro a sua consideração por esta realidade, já que naquele país, assim como na Europa, a internacionalização é promovida legalmente e fiscalmente. E se isso é bom por um lado, é absurdamente prejudicial por outro. Pense-se no emprego, como um dos principais desafios da humanidade no próximo século. Os desenvolvimentos europeus neste sentido não me parecem muito vincados de momento, já que andam demasiado ocupados com o afogamento de alguns países.

Aconselha-se a visita ao site do Marco Toniolo, e ao fórum onde eu surripiei estas fotos.

Anúncios

O ciclista incrível preza a palavra alheia

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s